Evidências das Plantas Medicinais

No Brasil, em consonância com as recomendações da OMS, foi aprovada, em 2006, a Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares no SUS (PNPIC), contemplando, entre outras, diretrizes e responsabilidades institucionais para implantação/adequação de ações e serviços de medicina tradicional chinesa/acupuntura, homeopatia, plantas medicinais e fitoterapia, além de instituir observatórios em saúde para o termalismo social/crenoterapia e para a medicina antroposófica no Sistema Único de Saúde (SUS).

As plantas medicinais e seus derivados estão entre os principais recursos terapêuticos da MT/ MCA e vêm, há muito, sendo utilizados pela população brasileira nos seus cuidados com a saúde, seja na Medicina Tradicional/Popular ou nos programas públicos de fitoterapia no SUS, alguns com mais de 20 anos de existência.

Entre as Práticas Integrativas e Complementares no SUS, as plantas medicinais e fitoterapia são as mais presentes no Sistema, segundo diagnóstico do Ministério da Saúde, e a maioria das experiências ocorrem na APS.

🤲🏻 𝓘𝓷𝓽𝓮𝓰𝓻𝓪𝓻 𝓮́ 𝓹𝓸𝓼𝓼𝓲́𝓿𝓮𝓵!

#medicinaintegrativa #saudeintegrativa #saudenatural #terapiasintegrativas #fitoterapia #fitoterapicos #ervasmedicinais #homeopatia

Compartilhar:

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
IDIS - Instituto IDIS Lamasson

IDIS - Instituto IDIS Lamasson

pARABÉNS!

INSCRIÇÃO
ENVIADA

Em breve, entraremos em contato para formalização e maiores informações

Cadastre-se já!

Cadastre-se para receber notícias e informações do Instituto IDIS Lamasson.

Contato cadastrado com sucesso!

Nós também não gostamos de SPAM! Manteremos seu e-mail seguro